Só não se perca ao entrar no meu infinito particular...

Só não se perca ao entrar no meu infinito particular...

sábado, 24 de novembro de 2012


E eu fui tola e cega 
Nunca consigo deixar o passado pra trás
Não vejo uma saída, não vejo uma saída
Estou sempre carregando esse peso nas costas
E eu cansei desse meu coração sem graça 
Então, esta noite vou arrancá-lo e recomeçar
Pois gosto de deixar minhas questões definidas
É sempre mais escuro antes do amanhecer
(…) 
Liberte-se, liberte-se
Liberte-se, liberte-se, oh whoa
Liberte-se, liberte-se
Liberte-se, liberte-se, oh whoa
E é difícil dançar com um demônio nas costas
Então, sacuda-o — Florence and The Machine.

Nenhum comentário: